Mamma mia, sô

Não me lembro se já postei esse vídeo aqui no blog, mas de qualquer forma vale a pena ser visto. Eu guardo ele com muito carinho e sempre me emociono quando o vejo.

Acho que se encaixa perfeitamente na data que comemoramos esse final de semana.

video


Mais um ano que se passa, e já é a segunda vez que eu faço um post sobre o Dia das Mães.

E mais uma vez eu posto aqui não uma homenagem especial, porque eu acho que mães como a minha, como a sua, merecem homenagens todos os dias.



O meu post, assim como o do ano passado, vai para aquelas pessoas que não sabem o verdadeiro significado do que é ser mãe.

Para isso separei 3 casos ocorridos esse ano que me chocaram bastante, e me chamaram a atenção.

Mãe vagabunda vende filha por R$ 10 para comprar drogas no Espírito Santo

Mãe vaca fiadaputa vende filha recém-nascida por R$ 15 para comprar crack no RS

Estudante desgraçada é suspeita de tentar matar filha recém-nascida no RS


Depois de ver essas coisas eu me lembro de quantas vezes eu briguei com minha mãe quando não me deixava sair de casa; quando me fez passar algum tipo de vergonha na frente de minhas amigas; quando não deixou eu viajar a primeira vez sozinha com meu namorado; e até mesmo esse ano, a raivinha que me deu quando disse que a Ana Carolina do BBB era a filha que toda mãe queria ter




Trem mais isquisito esse sô!!!


 

2 Tricotada:

Amei s2

E aquela Cláudia Leitte que deixa o filho doente em casa para fazer shows.
Se ela fosse boa mãe, ela entraria de férias e acompanharia o crescimento do filho até que ele já soubesse falar e andar e gozasse de alguma autonomia.
Maaas não. O espírito "Robert" dela fala mais alto

""O leitor que mais admiro é aquele que não chegou até a presente linha. Neste momento já interrompeu a leitura e está continuando a viagem por conta própria.""

Mário Quintana